Blog

Últimas Notícias
04 dezembro 2017

Recebendo sem vender: A outra face da moeda

O problema não está em receber os valores, mas em não justificar a origem da entrada desses valores, pois como é que estou recebendo dinheiro em minha conta se para o fisco (Receita Federal, SEFAZ, Prefeitura) estou “sem movimento”??

Ultimamente está sendo comum alguns empresários utilizarem a maquineta de cartão para receberem valores a débito e a crédito o que facilita para o seu cliente dando mais opções para o pagamento e parcelamento, proporcionando uma maior entrada de dinheiro. E onde está problema nisso?

O problema não está em receber os valores, mas em não justificar a origem da entrada desses valores, pois como é que estou recebendo dinheiro em minha conta se para o fisco (Receita Federal, SEFAZ, Prefeitura) estou “sem movimento”?? Afinal empresa sem movimento não deve pagar imposto (quem nunca escutou essa frase)

Se para o fisco (Receita Federal, SEFAZ, Prefeitura) estou quebrado, porém para as operadoras de cartão sou um cliente em potencial, o que essa situação pode me causar de ruim? Costumo chamar essa situação de Vantagem desvantajosa vamos ver apenas os 3 pontos mais relevantes para chama-la dessa forma.

  1. Pelo recebimento sem origem, a empresa poderá ser enquadrada em omissão de receita (venda sem nota)
  2. As operadoras de cartão prestam informações para o mesmo “fisco” que o seu, a diferença é que elas (operadoras de cartão) estão informando que tiveram movimentos e quem são os seus clientes.
  3. Quando a empresa realiza uma venda (com ou sem nota) será inevitável a diminuição no estoque,afinal o cliente literalmente pagou pelo o produto

O que fazer agora???

Regularize essa situação o mais breve possível, pois algumas empresas já chegaram a “quebrar” por não terem recursos para pagar as multas e ainda manter o dinheiro para o capital de giro. E como sugestão para regularizar essa situação, coloquei alguns pontos para serem visto antes que o fisco venha a cobrar a parte que lhe cabe por meio de fiscalização ou monitoramento.

Retificações das declarações enviadas “sem movimento”

Recolhimento dos tributos devidos nas operações.

Controle das vendas de cartão.

Procure um contador para que ele possa fazer um diagnóstico da sua empresa e propor melhorias que irão diminuir essas situações, realizando um planejamento junto a empresa para gerar um maior retorno de forma segura. Você escolheria qualquer médico para cuidar da sua saúde? Acredito que não. Saiba que o contador é uma espécie de “médico” para cuidar da “saúde” financeira da sua empresa.

Fonte: http://www.contabeis.com.br/artigos/4366/recebendo-sem-vender-a-outra-face-da-moeda/

|

Deixe um Comentário